NO OLHO DA RUA

Com certeza todos já viram uma cadela no cio. Ela sai pela rua e os cachorros ficam em cima todos querem meter. Eu pensei que isso só acontece com cães.
Certo dia "euzinha" estava me sentindo uma verdadeira cadelinha no cio. Como não tinha uma macho para me foder comecei a ficar desesperada. Então resolvi sair para tomar um cerveja,  as vezes uma gelada poderia apagar o meu fogo. Porém, não deu certo, pelo contrário fiquei mais eufórica subindo pelos postes da rua.
Por volta das 21:30 resolvi ir para casa, sai caminhando lentamente pela rua mais a vontade de ser fodida aumentava conforme meus passos, de repente, avistei um ciclita vindo na contra mão. Aos poucos ele foi se aproximando, ao passar ele deu uma olhadinha e eu vadia como um cadela, acabei dizendo um ooooooooooooi, se oferecendo, ele fez a volta e parou então, eu ofereci uma chupeta. Ele não queria pois até aquele dia só havia transado com mulheres. Acabei convencendo-o e fomos parar em um rua escura. Um local super apropiado para dar uma rapidinha, foi minha primeira vez na rua, ao tempo. Eu me abaixei no canto do muro ele se encostou na bicicleta e baixou um pouco a calça, comecei a chupar o pau que ainda estava mole, não foram nem 2 minutos e cresceu na minha boca, comece a chupar e ele tremia e gemia de tesão, para deixa-lo mais louco iniciei uma de minhas especialidades "garganta profunda" ele comecou a pedir para me comer e dizer que sentia uma sensação maravilhora algo nunca sentido antes.
Eu que estava de joelhos para mamar aquele macho, acabei levantando e baixei minha calça quando ele viu minha bundinha branquina com uma calcinha minúscula toda atoladinha disse: Meu Deus assim eu gozo antes de meter. Mais, macho que é macho só está satisfeito quando fode uma puta.
Me virei ele se bateu um pouco até o pau entrar, afinal, eu sou apertadinha. Depois que consegui por o pau dentro do cuzinho da cadela ele começou a bombar, com muita força, eu comecei a gemer de dor e prazer ao mesmo tempo, só que o prazer era maior que a dor e pedi pra ele soca forte. Eu dizia: Fode essa vadia, come esse cu, me deixa arronbada.
Ele gozou muito a camisinha ficou cheia de leitinho. eu fiquei vendo estrelas apesar do céu estar nublado. O pau dele não ficou mole e ele queria meter mais porém eu não aguentava e também estavamos na rua, poderia aparecer alguém.
Então, me recompuz, e acabei tomando o caminho de casa. Afinal de contas uma moças de família não pode ficar andando até tarde pelas ruas pode aprecer um aproveitador. Rsrssrs
Por hoje é só galera. Por favor, deixem comentários, opinem se querem que resuma as histórias ou seja mais detalhista.

2 comentários:

  1. Seja mais detalhista, gosto dos seus textos.. me deixam com tesão!

    ResponderExcluir
  2. COnte mais de suas experiencias duda ... e coloke vídeos mais longos, adoro seu blog ! e vc me deixa com mto tesão !

    ResponderExcluir